Experimentem, degustem, divirtam-se!

Experimentem, degustem, divirtam-se!
Conheçam livros de ficção e fantasia com tempero nacional: Agridoce, Cítrico e Paganus.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Nova resenha de Paganus no skoob

Boa tarde!! =)
Paganus recebeu mais uma resenha no skoob.
Dessa vez é da Aline Coelho Cury.
Confiram por lá, a opinião dela! =)
http://www.skoob.com.br/livro/resenhas/196386
Obrigada, Aline!!
Beijos!

domingo, 23 de dezembro de 2012

Agridoce concorrendo ao melhor livro Sobrenatural

Oi gente!!
Fiquei sabendo hoje que o livro Agridoce está concorrendo a melhor livro Nacional Sobrenatural no blog Pausa para um Café.
Agora ele está por lá para uma votação.
Quem leu e gostou pode dar uma força para ele lá?
Eu agradeço muito!!!
Beijo!!
http://pausaparaumcafe.com.br/2012/12/votacao-os-melhores-de-2012-faca-sua-aposta/ — com

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Concurso Cast Agridoce

Oi gente!!
Vocês já ficaram sabendo que o livro Cítrico será lançado no começo do ano que vem, né? =)
Então, quer ter a chance de ganhar um exemplar autografado assim que a edição sair?
Para quem leu Agridoce ou que ainda queira ler até março. =)
Concurso cast Agridoce.
Monte um cast para o livro, ou seja, quem você acha que seria perfeito para o papel dos personagens do livro?
Faça uma apresentação, coloque uma trilha que acha legal e poste no youtube, passe o link e então estará concorrendo a:
1 exemplar de Agridoce (se quiser presentear alguém se já o tem)
1 exemplar de Cítrico
1 camiseta com a capa do livro
1 caneca personalizada
O que acham? Vale a pena fazer essa brincadeira? =)
(não esqueçam de colocar como título: Meu cast para o livro Agridoce de Simone O. Marques e colocar o nome, ok?)
Serão duas pessoas premiadas. 1 pessoa será premiada, após a escolha da autora, do melhor cast montado por um leitor
1 pessoa será premiada pelo número de acessos e comentários que sua apresentação receber do público
Para a premiação deverá haver a inscrição mínima de 10 leitores, ok?
(quem quiser inscrever mais de uma apresentação, fique à vontade!)
Então... quanto antes montarem, mais acessos poderão ter.
Monte a apresentação, poste no youtube, mande o link para o email da autora (simone.odete@uol.com.br), convide seus amigos para assistirem e opinarem e boa sorte!
Espero com curiosidade as brilhantes inspirações de vocês!!
Beijo!
Simone O. Marques

sábado, 15 de dezembro de 2012

Blog para quem curte romances românticos.

Olá queridos!
Hoje quero convidar àqueles e àquelas que gostam de romances românticos, aqueles de banca.
É... eu também gosto e escrevi uma saga nesse estilo literário.
Se você curte o estilo, apareça, conheça e opine. =)
Beijos!
http://romancesromanticosdesimone.blogspot.com

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Novidades!

Notícias frescas. =)
O livro Cítrico, o segundo livro da série Agridoce, será publicado pela editora Literatta e a previsão é para o início do ano de 2013. ;)
Em breve, a capa!
Beijos!

Conto novo no blog Contos de Simone

Oi gente!!
Confiram lá no meu blog de contos, http://contosdesimone.blogspot.com, o conto A Dança, que fui publicado na antologia Espectra.
Espero que curtam! =)
Beijo!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Conto novo no blog

Oi gente!
Tem um novo conto (velho) no meu blog de contos. =)
Apareçam para conferirem um conto que já foi lido na rádio vampírica algumas vezes. "Aprender para Dominar" (o primeiro conto meu em antologias).
http://contosdesimone.blogspot.com.br/2012/12/aprender-para-dominar.html
Beijo!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Blog de contos

Oi gente!!
Meu convite é para que conheçam meu novo blog. Lá postarei só meus contos. Os que estavam aqui no blog, passarei para lá. Assim o acesso fica mais fácil. Espero que curtam! =)
O primeiro conto lá é o Pagã, a pedido do meu leitor querido João Vitor Baessa. ;)
Quer opinar sobre o próximo conto que gostaria de ver no blog?
Manda ver!
Beijão!
http://contosdesimone.blogspot.com.br/

sábado, 1 de dezembro de 2012

Promoção de Natal

Neste Natal presenteie alguém que você ama com um livro nacional. =)
Aproveite e faça uma surpresa e mande um livro autografado!
Já conhece Paganus, Agridoce e Os Deuses do Mar? Sim? Gostou? Compartilhe isso com os amigos e ajude a divulgar o trabalho difícil que é o do autor aqui no Brasil.
Ainda não conhece? Que tal experimentar? ;)
Promoção neste final de ano:
Compre um livro Agridoce, Paganus ou Deuses do Mar e ganhe uma antologia (Grimoire dos Vampiros, Draculea ou Marcas na Parede, títulos enviados conforme a disponibilidade, os primeiros a comprarem podem escolher. ;) )
E concorra a uma caneca de porcelana personalizada Agridoce. Que tal?
Paganus - 38,00 com o desconto no frete
Agridoce - 38,00 com desconto no frete
Os Deuses do Mar - 30,00 com o desconto no frete
Faça um leitor e uma autora felizes!!
Vamos? =)
email: simone.odete@uol.com.br

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Resenha de Paganus

Olá queridos!!
No dia 17 de novembro participei de um evento na livraria Cultura em Curitiba.
Foi um encontro muito gostoso com amigos autores e leitores. =)
A Monique Martins é bibliotecária e dona do blog Mimos Literários. Ela conheceu Paganus no evento, leu e resenhou.
Deem uma espiada na opinião dela. E quem sabe não resolvem experimentar também, hein?
http://networkedblogs.com/F7fG5
Beijos!!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Sorteio do livro Paganus no Samhain!

Olá!!
Aconteceu hoje, dia 01/11 o sorteio de um exemplar do livro Paganus.
Eu fiz um ritual para descobrir que era o vencedor e registrei o processo nessas fotos!
Foram 112 inscrições válidas!
Vejam o que acham e se gostaram!
Obrigada a todos que participaram e espero encontrá-los em um próximo!
Beijos!

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Beltane

Olá!!
Aqui no hemisfério sul, muitos comemoram o Beltane. Uma festa pagã que reverencia a luz. Depois da escuridão do inverno, vem a luz, a vida, o fogo de Belenus.
Em meus livros o Beltane é sempre uma referência.
Na série Marina e os tesouros da Tribo de Dana, na saga Paganus (no novo projeto da saga o próximo livro se chama Beltane) e na série Crônicas do Reino do Portal.
O conto que posto aqui hoje, foi escrito para atender o pedido dos leitores das Crônicas do Reino do Portal, que me pediram que escrevesse sobre o personagem Dimitri, o Lorde das Sombras. Para eles, criei o conto que narra os momentos que precedem as Crônicas, quando a aldeia de Dimitri é invadida pelos romanos. Depois o adaptei para uma antologia. O conto Beltane foi publicado no primeiro volume da antologia Histórias Fantásticas (Editora Estronho, 2010), para a qual também fiz o prefácio.
BELTANE
O banho no rio era a forma de abrir uma festividade tão importante como o Beltane. Era o banho que os deixaria limpos para receber a luz de Bellenos e o ato se repetiria só no próximo ano. Para a ocasião, as mulheres preparavam um sabão especial, com ervas aromáticas e sementes adistringentes de uvas. Homens e mulheres eram mantidos separados até que os druidas entrassem carregando o “fogo” de Bel. Só então, a festividade estava oficialmente aberta. Então começariam as músicas, os jogos, as danças e no início da noite davam início aos ritos de fertilidade.
Se o sol aparecesse logo pela manhã já era sinal de que a festividade fora abençoada e que Bellenos aceitaria as ofertas de bom grado. Caso o dia amanhecesse chuvoso ou nublado, a tribo deveria se esforçar muito mais para conseguir atrair a atenção dos deuses e pedir seus favores. Todos acreditavam que o fracasso da colheita daquele ano acontecera por que o dia do Beltane anterior amanhecera completamente cinza. Mas hoje o dia amanhecera ensolarado indicando que os benefícios chegariam.
Dimtrix se lavara esfregando-se muito bem com o sabonete e então vestira sua túnica especial para o dia e até colocara as sandálias nos pés. Seus longos cabelos escuros foram trançados. Depois, os rapazes entravam na tenda cerimonial especialmente montada para aquele dia, onde havia hidromel com maçãs, ovos de patas e um preparado especial e secreto feito pelos druidas que diziam ser um importante remédio para garantir a fertilidade. E devia funcionar mesmo, pois Alistair fazia um filho a cada Beltane, às vezes dois e outros fora da época. Aquele era o primeiro ano que Arkell iria participar de todo o ritual, pois havia passado recentemente pelo ritual do abandono, etapa na qual o menino que desejava entrar para o círculo dos homens, era submetido a duras provas durante cinco dias. A fumaça com as ervas fortes tornava o ar de dentro da tenda irrespirável e os pulmões ardiam a cada tentativa de puxar o ar com força.
Dimtrix olhou para o pai sentado em um canto da tenda bebendo com dificuldade um chifre de hidromel, um de seus braços certamente estava inutilizado e ele acreditava que não havia poção dos druidas que fizesse o pai fertilizar uma mulher novamente. Aquilo levou um sorriso sarcástico aos seus lábios. Era demais para um homem como seu pai, não poder fertilizar uma mulher diferente a cada ano.
Arkell era só euforia e os irmãos o estavam enchendo de hidromel e incentivando-o a devorar os ovos de pata. Dimtrix agradecia aos deuses por já ter passado pelo seu primeiro Beltane. Alistair ajoelhara-se diante do pai que lhe passara a responsabilidade pela tribo naquela noite, mas ainda não lhe concedera o título de líder, aquilo só aconteceria quando o pai morresse.
Os homens começaram a se animar provocados pela fumaça dos candeeiros com ervas, regados a hidromel e motivados pelo canto das mulheres que vinha do outro lado do grande pátio onde elas também se preparavam. Dimtrix estava tonto e viu o irmão mais novo que se ajoelhava no chão e vomitava, enquanto um dos homens ria batendo em suas costas.
Então os tambores começaram a soar, o som ritimado e seco era como pancadas sistemáticas na cabeça. Os druidas se aproximavam. Arrumando suas túnicas, todos deixaram a tenda.
A vista faiscava quando Dimtrix deixou a tenda e o sol brilhava impiedoso do lado de fora. O irmão mais velho de Dimtrix, Ayon, vinha à frente do cortejo coberto pela túnica clara e carregando um pequeno braseiro com uma chama tímida nas mãos. O grupo de cinco druidas entoava um mantra convidando os deuses e aclamando Bellenos como o senhor daquele dia. Falavam do fogo, da luz e do poderoso sol...
No meio do grupo de sacerdotes, com passos vacilantes de uma pessoa embriagada pelas ervas mágicas, vinha Yvone. Seus cabelos dourados estavam tão brilhantes que parecia que um pedaço do sol havia caído sobre ela, sua pele pálida estava tão limpa que era possível imaginar seu perfume, usava uma túnica branca que ia até a canela e seus pés pequenos estavam descalços. Ela caminhava trôpega com os olhos baixos e os grandes cílios claros cintilavam com pequenas lágrimas. Mas ela não gritava, não resistia, não reclamava. Seria sacrificada assim que as fogueiras fossem acesas, portanto teria um dia inteiro de expectativa e no qual seria homenageada por todos os membros da tribo. Ela sabia que cabia a ela agradar a Bel com sua juventude, beleza e pureza.
Então toda a tribo se reuniu em volta do pátio central, homens de um lado, mulheres do outro, olhando-se cheios de luxúria e expectativa. Dimtrix aproveitava para descobrir qual garota os irmãos haviam separado para ele. Preferia que fosse uma de suas primas, de preferência das mais novas. Todas estavam com roupas limpas, os cabelos lavados e bem penteados com tranças de flores. A mãe de Yvone chorava baixo ao lado das outras filhas, mas acabaria se conformando até o final do dia.
Arkell, apertando a mão sobre o estômago, apoiou-se no irmão quase o derrubando. Apesar de ser quatro anos mais novo, Arkell era tão alto quando ele e bem mais forte, exibindo a constituição de um verdadeiro guerreiro, apesar do jeito despretensioso e calmo.
Dimtrix desejava o poder dos druidas, mas jamais seria um, seu pai não permitira que participasse dos estudos afirmando que não tinha a inteligência suficiente. Mas seu pai mal o conhecia, entre tantos filhos, só se importava com aqueles que tinham potencial para guerrear e Dimtrix não estava entre eles. - Dimi... não consigo nem ver a garota que escolheram para mim. - o irmão falou tentando sorrir com a boca branca segurando no braço dele.
Dimtrix sorriu, sabiam que os irmãos deveriam ter escolhido a mais asquerosa delas para a iniciação do caçula. Mas tanto fazia, pois sabia que, com tudo o que bebiam naquele dia e a ansiedade por impressionar a garota, prejudicavam o desempenho mesmo...
A festa começou assim que os druidas ficaram junto ao monte de Bel, uma elevação que havia nas terras da tribo e o local mais alto na região. As mulheres os cercaram de comida e então o tambor cessou e a música começou dando início às festividades.
Com o chifre cheio de hidromel nas mãos, Dimtrix observava as jovens que dançavam junto ao mastro amarrado com fitas coloridas e ofereciam sua fertilidade aos deuses. Ele ainda não fertilizara ninguém e isso era mais um motivo para o escárnio dos homens mais velhos, mas estava certo de que neste Beltane iria acontecer. Afastou-se um pouco do pátio e se sentou junto às sombras das árvores, dali podia observar a todos sem que o vissem e aquilo lhe dava uma sensação de poder muito boa, como se ele fosse o senhor e aquelas pessoas seus servos. Um sonho de um jovem que ainda não encontrara seu lugar no mundo...
De seu posto de observação, Dimtrix olhou para Yvone. Tentava se lembrar de quantos verões ela tinha, talvez treze e já era bela, se chegasse a amadurecer seria a mais bela mulher da tribo. Ela estava sentada entre os druidas que lhe ofereciam algo para beber e ele tinha certeza de que não era hidromel. Conhecia algumas poções que deixavam as garotas mais dóceis, observara alguns rituais dos sacerdotes há alguns anos e vira a reação das jovens que eles levavam sistematicamente para provarem os preparados de ervas que faziam.
Soturno... era assim que a mãe o chamara pouco antes de morrer. Estranho... era assim que seus parentes o consideravam, menos Arkell, que parecia admirá-lo e respeitá-lo. Poderoso... era assim que ele mesmo se chamava e sabia que seu dia chegaria, pois não só de verão era feito o tempo, não só de força era forjado um guerreiro, não só de sangue era talhado um trono...
Quando a tarde chegou todos pareciam embriagados e mal podiam conter a vontade de formar os pares e se enfiarem nas cabanas para o ritual da fertilidade ser consumado. Esperavam até impacientes o sacrifício e não viam a dor e o medo nos olhos claros de Yvone, que iria ser entregue ao fogo de Bel.
Então todos começaram a passar pela garota que fora colocada de pé pelos sacerdotes e parecia oscilar conforme o vento soprava. Flores, frutas, pequenos animais e vasilhas com comida e sementes eram depositadas diante dela para que levasse ao poderoso Bellenos os pedidos e desejos dos membros da tribo.
Arkell pegou nas mãos de Yvone e as beijou várias vezes. Ela mal se mexia e seus olhos pareciam já estar no outro mundo. Dimtrix desejou conhecer o que se passava na cabeça dela naquele momento, enxergar o que ela via, conhecer seus temores e seus sonhos. Talvez encontrar neles a face de Bel. Dimtrix se aproximou dela e pegou em suas mãos. Estavam frias como se o corpo já estivesse morto. Olhou dentro dos olhos azuis dela vasculhando seu espírito e, aproximando-se, falou perto de seu ouvido:
- Quero entrar no outro mundo com você, Yvone... deixe-me ver o que vê, encontrar os deuses e os seres do mundo inferior, a dor e o sofrimento que seu espírito vai encontrar e olhar para Bellenos cara a cara. - então se afastou e viu duas lágrimas que desceram pelo rosto dela e a garota começou a gritar...
- Amaldiçoado seja! - seu irmão Ayon gritou e o pegou pela túnica jogando-o violentamente no chão. Todos olhavam espantados para a cena, enquanto a jovem Yvone gritava como se já estivesse queimando.
Dimtrix sabia que devia estar assustado pelo castigo que receberia, mas estava fascinado e os gritos de Yvone aumentavam a sensação de poder que sentia. Ele ouviu Alistair praguejar e se aproximar, então saiu correndo para o meio das árvores embalado pelos gritos de dor e desespero de sua bela prima.
Escondido entre as árvores, ele viu quando as fogueiras foram acesas e as tochas iluminaram todo o pátio. Os gritos de Yvone haviam se tornado apenas um fraco balbuciar, provavelmente os druidas tinham-na forçado a tomar alguma poção. Não queria pensar na punição que receberia, seu irmão certamente comandaria o chicote que arrancaria a pele de suas costas, mas não se importava, ele saboreara o outro mundo através do sofrimento de Yvone.
Ao mesmo tempo em que ouvia a invocação dos druidas, o silêncio da tribo e o choro baixo de Yvone que chegou a pedir para que a libertassem, Dimtrix ouviu o que parecia o trotar de vários cavalos que vinha de trás dele. Não poderiam ser membros da tribo vizinha. A celebração do Beltane era realizada por todas as tribos e era um dos raros momentos de paz que desfrutavam sem a preocupação de um ataque. Ninguém ousava desafiar o grande deus Bellenos.
Yvone queimava e gritava amarrada ao poste onde estavam amarradas as fitas coloridas e foi então que os cavalos, montados por homens usando armaduras brilhantes apareceram como demônios saídos do reino dos mortos, com seus elmos emplumados e as espadas brilhantes traçando círculos no ar. Não era preciso entender a língua para saber que os estrangeiros exigiam a terra.
Dimtrix pensou que estaria a salvo escondido entre as árvores, mas uma mão forte o puxou pela túnica e o arrastou como se fosse um javali caçado na direção do pátio onde tudo se transformara numa grande fogueira. Bellenos havia exigido mais naquele Beltane...
Gostaram? =)
Não deixem de registrar sua opinião, tá?
Beijos!

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Promoção: Paganus no Hallowen.

Olá!!
Querem concorrer a um exemplar do livro Paganus neste Halloween? Para participar siga este blog (se já não estiver seguindo, claro, rs) e se manifeste respondendo a esse post.
O sorteio será realizado dia 01/11 e o sortudo, ou sortuda, ganhará um exemplar de Paganus autografado e marcadores. ;)
Quer dobrar a chance de ganhar?
Comente o post na página do face: http://www.facebook.com/Simonemania
Boa sorte! =)

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Conto: Aprender para dominar.

Olá!!
Hoje, trago para vocês outro conto meu que foi publicado na antologia Draculea, o livro secreto dos vampiros em 2009: Aprender para Dominar.
Aprender para dominar. Ela lambe os lábios rubros e lascivos lentamente. Degusta o néctar agridoce que há poucos segundos penetrava-lhe o corpo, fazendo-a extasiar-se e gemer de puro prazer. Suspira e fecha os olhos lentamente. Os cílios castanhos velando os olhos que até então se coloriam de vermelho e eram capazes de aprisionar, de render, de dominar e de levar à morte a deliciosa vítima. Lentamente ela puxa, através das pernas longas, macias e pálidas, a calcinha. Apenas alçando ligeiramente o corpo sobre os lençóis de linho. Preguiçosamente se senta e passa o vestido cor de rosa pela cabeça. As saias rodadas roçam na pele gélida e rígida do corpo ao lado. Levanta-se, erguendo os braços num espreguiçar sensual e o vestido desliza até atingir o local exato onde deverá ser amarrado. As fitas pendentes são violetas e tocam, como a um cacho de uvas delicado, a pele cálida e branca das costas tentadoras.
- Pode amarrar para mim, por favor, querido? – ela sorri como se fosse simples o ato de atar aquelas fitas e pressioná-las contra a pele de seda, sem que todo o corpo de um pobre mortal não tremesse completamente.
Ela levanta os cabelos cor de cobre que até então caíam em suaves cachos sobre as costas desnudas, expondo um pedaço de tentadora carne doce do pescoço delgado.
Os passos inseguros e o corpo trêmulo dele levam-no da poltrona onde estivera encerrado como observador até a tarefa ao mesmo tempo excruciante e deleitosa. Ele segura as fitas violeta e as começa a puxar, primeiro com timidez e delicadeza, depois com avidez e força. Ela leva a mão em direção aos seios túrgidos e ajeita o vestido exibindo o colo que por si só poderia levar um homem à loucura. Então solta os cabelos que roçam com displicência, mas queimando intencionalmente as mãos do afortunado e ele geme de prazer antes de cruzar as fitas no nó que selará momentaneamente aquele templo ao prazer e à luxúria. - Obrigada... – ela se vira e passa um dos dedos delicados pelo rosto pálido e trêmulo do encantado mortal que mal consegue piscar. – Amanhã lhe ensinarei mais... – a voz doce e musical dança por seus ouvidos e ele não consegue proferir palavra alguma enquanto a vê se afastar como se adentrasse entre as brumas perfumadas do campo.
Ele sai do fétido hotel, deixando atrás de si, sem remorso, o corpo do objeto da experiência sobrenatural. Já em seu pequeno esconderijo pensa se não estivera usando ópio demasiadamente nos últimos dias. Deita-se na esperança vã de não sonhar...
Um baque surdo de porta o desperta com um salto. No colo o caderno no qual anotara suas últimas descobertas e que exibia manchas que a pena deixara sobre o papel. Como que por instinto, ele passa a mão pelo pescoço para conferir-lhe a integridade e suspira com enorme alívio. Passa a mão vigorosamente pelo rosto, mal percebendo que deixa na pele marcas da tinta vermelha com a qual escrevia. Fecha o caderno onde se lê na primeira página: Aprender para dominar.
O título, provisório e tosco, não traduzia a maravilha daquela aprendizagem. Levanta-se e se dirige à bacia de louça com água fria e joga em seu rosto um pouco de lucidez. Mirando-se no espelho pensa na descoberta mais recente. Ela nunca se olha no espelho. Embora achasse que tamanha beleza não seria refletida à altura, sabia como as mulheres adoravam aquela peça encantada que ela desdenhava.
Tira a camisa jogando-a sobre a cama e recorda de outra descoberta importante. Não a deixe tocá-lo por um segundo sequer, com as mãos delicadas, com seus dedos longos. Havia constatado que após o toque de seda, perdiam-se os argumentos, a fala, a coerência, principalmente se os dedos deslizassem pelo peito e subissem suavemente até o pescoço, como ondas delicadas de prazer que tiravam a lucidez de qualquer mortal que tivesse uma gota de sangue correndo dentro de seu corpo. O toque aprisiona, amortecendo os sentidos, tornando os membros letárgicos e entregues.
Ele coloca uma camisa limpa e a abotoa com impaciência. Olha-se no espelho e encontra marcas de ausência de sono sob seus olhos. Pensa em outro detalhe que conhecera. Não a olhe nos olhos. Nunca. Pois depois de tal contato, perderá a noção de espaço e de tempo. Será consumido pelo brilho de brasas que prometem prazer incomensurável e inimaginável. Os olhos encerram os sentidos que ainda pudessem estar ativos após o toque. E então só se enxergarão imagens luxuriosas a começar por desnudar totalmente o corpo curvilíneo.
Passa a mão pelos cabelos ajeitando-os presos sob a nuca. Abre a cortina e os raios de sol cruzam os vidros da janela desenhando linhas amarelas pelo quarto. Ele então suspira e pensa em outra anotação que fizera. Ela nunca sai ao sol. Pensou que talvez tentasse preservar a alvinitente pele. E até concordava que seria um ato criminoso macular aquelas faces com algum tipo de rubor. Ela saía assim que a lua despontava, o que conferia um brilho raro àquela aparência etérea e irresistível de anjo.
Pega o caderno fechado e o encerra numa capa de couro escurecida, depositando-o debaixo do braço tal qual uma muleta que possibilita o caminhar seguro ao claudicante. Fecha a porta e pensa em seus escritos. Não a convide para entrar em sua casa. Era importante saber que se abrisse as portas da entrada de sua casa, estava abrindo as janelas para sua alma e a depositando entre lábios macios e ávidos. Sai para a rua movimentada. As carruagens passam com sons angustiantes sobre o cascalho, provocando um latejar incômodo na cabeça. Caminha pelo calçamento sujo e úmido. Pensa no detalhe do caminhar. Ela caminha como se seus pés não tocassem o chão e quando percebemos já está a nos encurralar. Não deixa escapatória, fazendo isso com a mesma suavidade com que uma pena que se solta do pássaro desliza para o chão. Como se uma dança lenta e sensual ocorresse sem que pudéssemos participar por desconhecer os passos.
Entra no bar e está sedento, seus lábios estão ressequidos e ávidos por um líquido que reconforte. Uma taça elegante é depositada diante dele sobre o balcão. Os lábios prevêem o gosto do néctar. Então, lembra-se de uma das aprendizagens mais importantes. Não deixe que os lábios macios, generosos e repletos de pecado e promessas se aproximem. Se aqueles lábios úmidos e cálidos se aproximam de seus ouvidos, proferem palavras doces que provocam a sensação de flutuar, um pulsar exagerado do coração e uma sensação latejante em nossa intimidade, que antecipa um prazer deleitoso. A sensação obriga ao escolhido fechar os olhos, entreabrir os lábios em busca da fonte prometida e jogar a cabeça para trás como que na possibilidade de atingir o céu... e então a dica mais valiosa e vital deve ser seguida. Não a deixe encostar os lábios úmidos, quentes e sequiosos em seu pescoço. Nunca. Ali, no pulsar de sua energia, na ilustração de seu desejo é que se concentra a fonte de prazer para ela. É através da carne firme e latejante de seu pescoço que ela o domina completamente. Ela o toma para si, primeiro com um leve roçar dos lábios, como que para degustar o buquê e avaliar a qualidade do que você tem a oferecer, depois para, ao abrir os lábios, exibir dentes perfeitamente brancos e longos, capazes de penetrar-lhe e lhe tomar a energia, de sugar-lhe as vontades, de controlar o bater de seu coração. Enquanto os lábios vigorosos sugam-lhe o elixir da vida, a encantada vítima parece não sentir dor, não ter pensamentos ou vontades. Não resiste em favor do êxtase.
De volta à rua, dirige-se à casa de seu empregador. Bate à porta pintada de vermelho, diante dela um crucifixo de bronze e uma coroa trançada de dentes de alho. Ele sorri. Pensando em como ela riria com deleite daqueles adornos. Ninguém atende. Ele empurra o embrulho com o caderno para dentro da casa através da portinhola. Vira as costas e volta para a rua. Espera que suas descobertas ajudem ao velho Abraham a escrever seu livro ou a se defender do perigo que acredita rondar pelas ruelas estreitas da cidade. Sorri. Precisa ir para casa. Tem um encontro ao despontar da lua com uma dama de vestido cor de rosa. Já abrira a porta para ela, já a olhara nos olhos, já a deixara tocá-lo, já ouvira as palavras de mel... Ela prometera que ele encontraria o prazer sobre o qual não haveria descrições possíveis. Estava ansioso e se lembrou da última dica que escrevera. Não se apaixone por ela...

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Promoção com Os Deuses do Mar.

Olá!!
Tem promoção no blog Marina e os tesouros da Tribo de Dana! =)
Quer concorrer a um exemplar do livro Os Deuses do Mar ou a uma antologia A Batalha dos Deuses?
Participe. =)
http://marinaeostesouros.blogspot.com.br/2012/09/sorteio-de-exemplar-de-os-deuses-do-mar.html

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Contos e contos...

Olá!
Vou apresentar para vocês um pouco dos contos que escrevi para antologias, para que conheçam um pouco mais sobre meu jeito de contar uma história. =)
Hoje, trago um trecho do conto Nas raízes da Yggdrasil, publicado na antologia Asgard: a saga dos nove reinos, da editora Jambô.
(o livro está em promoção no site: 9,90 com frete grátis)
http://lojajambo.com.br/promocoes/asgard-a-saga-dos-nove-reinos-frete-gratis/
O tema da antologia é mitologia nórdica. ;)
"- Elas são mulheres astutas, mais sábias do que qualquer um de nós jamais será... Olham para nós como se pudessem ler nossa alma e enfiar nela uma adaga afiada! - a mão grande e trêmula de Elfric esfregou o peito, que um dia fora largo e forte, mas que a última batalha deixara descarnado. - E nem perceberíamos que estariam nos esvaziando de nós mesmos. Olham-no nos com olhos enrugados do passado, firmes e rigorosos do presente, sombrios para o futuro... Não se acovarde diante delas, filho, e então poderá conhecer seu destino. - O som agonizante da voz, que outrora fora tão potente; que atravessava montanhas de gelo, mostrava a ansiedade que o grande guerreiro tinha de passar sua mensagem ao filho que se tornaria o soberano de seu povo. A espada estava presa em uma de suas mãos para garantir que a segurasse quando cruzasse a escuridão em direção ao Valhalla..."
Gostaram? =)

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Tem postagem nova no blog Marina e os tesouros. =)

Olá!!
Convido vocês a conferirem as novas postagens no blog Marina e os tesouros da Tribo de Dana.
Hoje tem texto sobre a relação dos celtas com o inverno. =)
Confiram e se quiserem deixar alguma pergunta ou opinião, fiquem à vontade.
http://marinaeostesouros.blogspot.com

Notícias da Fantasticon! =)

Olá!
Sábado, dia 15, estive na Fantasticon aqui em São Paulo. =)
Participei da mesa redonda:Imaginário Medieval: origem e continuidade dos seres fantásticos.
Foi papo bem interessante, com o auditório cheio e um público animado. =) Valeu.
Tem algumas fotos por aqui. ;)
http://www.flickr.com/photos/maribassi_proladodefora/7991820913/
Beijos!

sábado, 15 de setembro de 2012

Novidades no blog Marina e os tesouros

Olá, bom dia!!
Quero convidá-los a visitarem o blog da série Marina e os tesouros da Tribo de Dana.
Vamos começar a falar sobre os celtas e sua mitologia para que os leitores se deixem envolver pelo Universo de Os Deuses do Mar.
Apareçam por lá e deixem opiniões. ;) http://marinaeostesouros.blogspot.com
Beijos!!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Resenha de Agridoce. =)

Oi!!
Foi publicada mais uma resenha de Agridoce. =)
"Simone O. Marques conseguiu me conquistar; quando penso que já li de tudo sobre vampiros vem ela e me surpreende criando um universo novo e dando um colorido todo especial ao tema! Sua narrativa é fácil e flui com perfeição."
Esse é um trechinho da opinião da Karini do blog Mix Literário. ;)
Deem uma passadinha por lá e confiram a resenha na íntegra.
http://www.mixliterario.com/2012/09/resenha-agridoce-simone-o-marques.html
Beijos!!

Entrevista para Alternativos e Independentes. =)

Olá!!
Quero convidá-los para lerem a entrevista que dei sobre o Paganus para a Pat do blog Alternativos e Independentes.
Foi bem dinâmica. As perguntas foram feitas em sequência por alguns dias e ficou com um jeito de conversa. =)
Deem uma espiadinha por lá!
http://alternativosindependentes.blogspot.com.br/2012/09/entrevista-simone-marques-e-o-livro.html
Beijos!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Sorteio de um exemplar de Paganus

Bom dia!!
Querem concorrer a um exemplar de Paganus com marcadores? =)
A promoção é conjunta com minha página no face. E o sorteio será realizado quando tivermos ao menos 20 inscritos e completar as 300 curtidas na página. http://www.facebook.com/Simonemania
Para participar, curtam a página dos meus livros no face e deixem um comentário. Quem comentar aqui e lá, terá duas chances! =)
E então? Que tal participar?
Espero por vocês. ;)
Beijo!

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Leitores que viajam... =)

Oi gente!
Eu fico tão feliz quando os leitores viajam ao lerem meus livros! Quando conseguem enxergar coisas que mexem com eles de alguma forma! =)
O leitor Rodolfo Euflazino manifestou sua viagem e opinião sobre o Paganus (então chamado de Gênese Pagã) em 2010.
Confiram o que ele disse e curtam a música que ele sugeriu:
"Por outras plagas...
O livro, de bate-pronto me fez lembrar da introdução histórica de Rose Marie Muraro para o livro "O martela das feiticeiras (Malleus Maleficarum)", que para quem não conhece é o Manual dos Inquisidores, escrito em 1484. Nela Muraro transcreve uma frase “No princípio era a Mãe, o verbo veio depois” para explicar que a Grande Mãe cria o universo sozinha.
E o que isso tem a ver com o livro? Tudo uai!!! Nas primitivas mitologias, ao invés de Javé – um deus único e centralizador, temos a Grande Mãe – permissiva e amorosa. Com a entrada do catolicismo em cena há uma mudança de matricentrismo para patriarcado. Este embate é o cerne deste maravilhoso livro.
Adendo meu: é sabido que o catolicismo adotou várias datas comemorativas importantes do povo pagão, para que o mesmo se convertesse e não deixasse de comemorá-los. Exemplo disso é o Natal, que era comemorado pelos pagãos com rituais de Solstício de Inverno, a noite mais longa do ano, entre outros.
Voltando ao livro, quero dizer que fiquei encantado com o cuidado da autora na caracterização das personagens e em sua preocupação em manter a riqueza de detalhes histórico-geográficos. Isso tudo torna uma obra prazerosa de se ler.
Confesso que fiquei um tanto aborrecido ao final do livro, pois me identifiquei com o personagem Guilherme (por ser magrelo) e ele estava fadado a ser apenas um elo de ligação. Mas também não é este o objetivo de um autor? Causar incômodo.
Sou passional e aescrita de Simone me fascinou. A literatura nacional dá mostras de que nunca vai perecer. Revela aqui mais uma escritora mestra na arte de contar uma boa história, como aquelas contadas numa roda de amigos. Ela me pegou pelas mãos e me fez viajar com ela para Portugal, berço de nossa nação, sem me forçar a nada, apenas dominando pelas palavras.
Quero ler toda a saga e aguardo ansioso uma minissérie de TV, com a canção “O Pastor” de Madredeus embalando esta grande aventura!"
http://www.youtube.com/watch?v=6b-RehmqZUE

Resenha de Agridoce

Olá, queridos!
Agridoce ganhou mais uma resenha no skoob.
http://www.skoob.com.br/livro/resenhas/111193
Confiram por lá a opinião da autora Renata Muller, que mora em Florianópolis e deve estar querendo descobrir por onde andam os personagens... =)
(Renata! Se encontrar (mais) algum deles, me avisa! rsrsrs)
Beijos!!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Livros com desconto de bienal!

Olá queridos!
Quem quiser os livros Paganus e Os Deuses do mar com desconto de bienal, pode me mandar um email pra gente combinar, ok?
Paganus: 35,00 e não tem frete Os Deuses do Mar: 30,00 e não tem frete. ;)
Tenho exemplares comigo que envio autografados para aqueles que não conseguiram ir ao evento ou se perderam por lá. rsrsrs
Meu email: simone.odete@uol.com.br Assunto: livros com desconto de bienal.
Experimentem. =)

sábado, 25 de agosto de 2012

Ivan made EUA!

Oi!!
Olhem só o "Ivan" que a amiga Renata M. Cardozo encontrou.
Ele é americano, tem mais de 1,90 e tem tatuagens, estava passeando em Santa Catarina!! Coincidência? rsrs
E aí? Gostaram?

Fantasticon 2012

Olá!!
Estarei na edição do Fantasticon 2012 participando da mesa redonda: "O imaginário medieval: Origem e continuidade dos seres fantásticos." Que será no dia 15 de setembro, das 17:30 às 18:30. ;)
O evento acontece na Biblioteca Viriato Correia na vila Mariana, em São Paulo. ;)
Confiram a programação completa do evento! =)
PROGRAMAÇÃO
15 DE SETEMBRO – SÁBADO
11h às 13h (no Espaço Temático) Oficina: “Como Fugir de Arquétipos de Bom & Mau em sua História” - com Gianpaolo Celli
13h às 14h Bate-papo: “Editoras sem Papas na Língua” - com Gabriela Nascimento (Gutenberg), Fabiana Andrade (Underworld) e Júlia Schwarcz (Seguinte/Companhia das Letras)
14h30 às 15h30 Bate-papo: “Alta Literatura vs. Literatura de Entretenimento” - com Manuel da Costa Pinto, Luiz Bras e Andrea del Fuego
16h às 17h Mesa-redonda: “Multimeios: Mídias Alternativas para a Literatura Fantástica” - com Ednei Procópio, Douglas MCT e Marcos Inoue
17h30 às 18h30 Mesa-redonda: “O Imaginário Medieval: Origem e Continuidade dos Seres Fantásticos” - com Karin Thrall, Ana Cristina Rodrigues e Simone Marques
16 DE SETEMBRO – DOMINGO
13h às 14h Mesa-redonda: “Ferramentas de Divulgação da Literatura Fantástica” - com Tiago Castro, Danilo Leonardi e Leonardo Reis
14h30h às 15h30 Festa de premiação: “Entrega do Prêmio Hidra” - com Christopher Kastensmidt e Tiago Castro
16h às 16h30 Fantastiquinha: “Cinema Fantástico” - E a criançada também tem vez com uma sessão de filmes infantis! Atividade organizada pelo CineFantasy com apoio da A.S. Rosa Negra
16h30 às 17h30 Mesa-redonda: “Caminhos do Fantástico na Literatura Brasileira” - com André de Leones, Claudio Brites, Dynion Golau e Marcia Olivieri
18h às 19h Mesa-redonda: “Mulheres & Fantasia: Uma Combinação Explosiva” - com Nathalie Gingold, Camila Fernandes, Cristina Lasaitis e Bruno Cobbi
22 DE SETEMBRO – SÁBADO
11h às 13h (no Espaço Temático) Oficina: “A Construção de Universos Fantásticos” - com F. Medina, Leandro Reis e Douglas MCT
13h às 14h Bate-papo: “Editores sem Papas na Língua” - com Guilherme Sucena (Orago/5W), Erick Santos (Draco), Karin Thrall (Anadarco) e Richard Dieguers (Tarja)
14h30 às 15h30 Palestra: “Ano do Dragão – da Suméria à Terra-media” - com Rosana Rios e GELF (Grupo de Estudos de Literatura Fantástica)
16h às 17h Mesa-redonda: “Lugar de Mulher é na Cozinha” - com Martha Argel, Rosana Rios e Finísia Fideli
17h30 às 18h30 Bate-papo: “Autores Congelados pela Crítica e Adorados pelos Leitores” - com Felipe Pena e André Vianco
23 DE SETEMBRO – DOMINGO
11h às 13h (no Espaço Temático) Oficina: “Customização Steampunk” - com A.S. Rosa Negra
13h às 14h Festa de premiação: “Entrega do Prêmio Argos” - com Clinton Davisson e CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica)
14h30 às 15h30 Palestra: “O Processo da Metamorfose Fantástica na Obra de Franz Kafka” - com Flávio Ricardo Vassoler
16h às 16h30 Fantastiquinha: “Cinema Fantástico” - E a criançada também tem vez com uma sessão de filmes infantis! Atividade organizada pelo CineFantasy com apoio da A.S. Rosa Negra
17h às 17h30 Mesa-redonda: “Quem Precisa de Antologias?” - com Braulio Tavares, Gerson Lodi-Ribeiro, Roberto Causo e Eric Novello
18h às 19h Comemoração: “Hobbit – Uma Festa Muito Esperada” - com Toca São Paulo do Conselho Branco Sociedade Tolkien
EXPOSIÇÕES
SÁBADOS E DOMINGOS
a partir das 11 horas Painel “Da Terra à Lua - Uma viagem pelos mundos de Julio Verne e Georges Mélies” de Estevão Ribeiro - curadoria de Ana Cristina Rodrigues e Silvio Alexandre
a partir das 11 horas Painel “Musas Fantásticas de Si” de Nathalie Gilgold - curadoria de Camila Fernandes e Silvio Alexandre
INTERVENÇÃO CÊNICO-LITERÁRIA
SÁBADOS E DOMINGOS
a partir das 14 horas Intervenção: “Leia a sua Sorte!” - apresentações de Cristiana Gimenes e Julio Cesar Pompeo
BOOK CROSSING
SÁBADOS E DOMINGOS
a partir das 13 horas BookCrossing: “Ideias e Livros Livres – Liberte seus Livros no Fantasticon” - curadoria de Martha Argel e Humberto Moura Neto
SARAU FANTÁSTICO
HOMENAGEM AO ESCRITOR ANDRÉ CARNEIRO
SÁBADOS E DOMINGOS
a partir das 14 horas Leitura de poemas de André Carneiro, escritor, poeta, cineasta e decano da Ficção Científica Brasileira em comemoração aos seus 90 anos. - curadoria da Confraria de Escritores de Ficção Científica (Curitiba) e Silvio Alexandre
ATENÇÃO: PROGRAMAÇÃO SUJEITA A MUDANÇAS

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Paganus com desconto de Bienal, antes de entrar no site.

Olá queridos!!
O livro Paganus teve o lançamento extra-oficial da segunda edição pela Editora Modo na bienal de São Paulo!
Estou autorizada a vender alguns exemplares com o preço da bienal e autografados para aqueles que não conseguiram ir ao evento, até o final de Agosto. =)
(36,00 já com o frete)
Quem se interessar, pode me enviar um email e combinamos tudo! simone.odete@uol.com.br
Beijos!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Ivan e Daniel na bienal!

Olá queridos!
Como vocês viram antes, eu estava procurando alguns personagens interessantes para encontrar na bienal.
Vejam aqui os vencedores!
Daniel e Ivan (do livro Agridoce), se acharam parecidos ou não, podem dizer! E se por um acaso conhecerem mais alguém que achem parecidos com algum dos meus personagens, mandem fotos pra gente curtir! =)
(o que acham do Vinícius, como Daniel? =) )
(O Elias entrou no clima! Que tal ele de Ivan? =) )
Beijos e obrigada rapazes por participarem dessa brincadeira!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Entrevista no youtube.

A entrevista que dei para a Revista Fantástica no quadro Lido & Entrevistado, está agora no youtube!
Como falamos muito, rsrs, ela foi dividida em duas partes. =)
http://www.youtube.com/watch?v=PW7jMCHbXeY&feature=youtu.be
;)

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Entrevista na Revista Fantástica!

Oi!!
Hoje entrou no ar, a entrevista (em áudio) que dei para o editor da Revista Fantástica, Luiz Ehlers.
Foi uma conversa descontraída e muito gostosa!
Deem uma passada lá para conferir e deixem sua opinião. =)
http://www.revistafantastica.com.br/especiais/lido-entrevistado-simone-o-marques-autora-de-paganus/

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Já delatou uma bruxa hoje?

Olá!!
Quero mostrar a vocês um pouco do prefácio que fiz para a antologia O Martelo das Bruxas, da editora Argonautas. O texto foi escrito no ano passado e para escrevê-lo usei muito das experiências que tive enquanto escrevia a saga Paganus vários anos antes.=)
Já delatou uma bruxa hoje?
“(...)Pela autoridade com que nos investiu o papa, em virtude da santa obediência e sob a pena de excomunhão, ordenamos e estabelecemos por três admoestações e de modo peremptório a todos e a cada um, laicos, membros do clero secular e do clero regular em qualquer função, grau ou dignidade, que vivam nas terras desta vila- ou desta região- e em um raio de quatro milhas extramuros, que em um prazo de seis dias a contar de hoje, contando cada dois dias como um prazo de intimação, nos digam se sabem, se ouviram dizer que tal pessoa é herege, conhecida como herege, suspeitosa de heresia, ou que fala contra algum artigo da fé, ou contra os sacramentos, ou que não vive como as demais, ou que evita o trato com os crentes ou que invoca aos demônios ou lhes rende cultos. (...)” (EIMERIC, Nicolau. Directorium Inquisitorium (1376) Roma, 1587)
Durante séculos a mão da inquisição levou terror a diferentes paragens, disseminando o medo, a insegurança e a aniquilação daquelas pessoas que, como Eimeric bem disse acima, “não vivem como os demais”. É muito interessante percebermos a marca que esse momento histórico deixou no fino e frágil véu da realidade.
Com o discurso religioso, impregnado de uma “fé verdadeira” e uma crença jovem, hereges eram tratados como simples instrumentos do demônio, fossem eles dissidentes políticos ou seguidores de antigas religiões. Perseguir bruxas tornou-se sinônimo de caçar e calar aqueles que não agem e não discursam como se espera que façam. Entretanto, apesar de todo o esforço para eliminá-los, as bruxas sempre tiveram seu espaço garantido, seja na cultura, na medicina ou no imaginário popular.
Penso na figura da benzedeira que, na minha infância, assemelhava-se às bruxas com suas ervas mágicas, truques para fazer um bebê parar de soluçar - por exemplo - e rezas silenciosas para tirar quebranto, olho-gordo... Na porta da casa de uma delas havia um canteiro com as sete-ervas e uma pimenteira que, segundo ela, iria receber a energia negativa que alguém pudesse estar carregando quando ali chegasse. Não era à toa que tinha alguns infelizes que eram chamados de seca-pimenteira... Pergunto-me se elas faziam alguma magia, pois era incrível como o soluço passava e o bebê se acalmava...
Imagino essas senhorinhas, que eram procuradas por mães aflitas, sendo arrastadas para forcas e fogueiras. Torturadas e humilhadas para que confessassem ter parte com o demônio. E mais, imagino as mães que as procuravam delatando-as quando se sentiam ameaçadas da excomunhão, por que afinal, a grande maioria delas era muito religiosa, praticante.
Para muitos, apontar uma bruxa era uma forma de libertação e ocultação de uma necessidade premente de crer que determinadas situações só podem ser resolvidas com ajuda sobrenatural e alguns artifícios mágicos dos quais se envergonhavam. Conhecedoras da natureza como ninguém mais, as bruxas sempre respeitaram sua força e suas manifestações. Por isso, talvez muitas fossem acusadas de adivinhação, prática condenada pela Igreja, que não compreendia que se tratava apenas da leitura de sinais. Muitas vezes essa prática era interpretada como esconjuro, imprecação, o que levou a muitas afirmações do tipo: Feiticeiras causam danos aos homens através de rituais mágicos e drogas malignas. (Evans- Pritchard, 1937).
Claro que esses rituais fantásticos não encontram nas grandes cidades o espaço necessário para serem realizados a contento. E o campo é o local profícuo para tais eventos. Para a inquisição era certo buscar no campo os suspeitos, atiçar pessoas simples ou sem instrução, que mal tinham o pão, a delatarem ou a confessarem dobrando-se à autoridade e ao poder.
Medo, pobreza, ameaças e castigo, a combinação que visava apontar aqueles não se "enquadravam" nos moldes e padrões sociais, culturais e religiosos, roubando sua paz, esmigalhando seus sonhos e os lançando à fogueira...
Ao escrever esse prefácio, senti um arrepio que correu pela minha espinha. Um presságio? Uma marca deixada pelas minhas ancestrais celtas e xamãs? Não sei, mas senti a mão da inquisição querendo erguer-se novamente, apontando para algumas pessoas e perguntando: Já delatou uma bruxa hoje?
Leiam o livro Paganus e sintam um pouco desse universo. Na bienal de SP, estande J R78.
Simone O. Marques

terça-feira, 24 de julho de 2012

Os conhecimentos Celtas em Valente

Olá, queridos!
Como eu disse há algumas semanas... A nova animação Valente trouxe uma história que tem as raízes celtas trabalhadas na trama.
O caro estudioso celta, Claudio Crow Quirino, retirou dois trechos falados no início da animação e que resumem muito das crenças celtas.
Vejam o filme e leiam Os Deuses do Mar, acredito que irão compreender esse universo tão maravilhoso com mais facilidade. =)
Para quem já leu minha saga Paganus, sabe como o destino é um personagem importantíssimo na trama.
"Alguns dizem que nosso destino está atado à terra: é uma parte de nós como nós somos parte da terra. Outros dizem que o destino é tecido como uma malha, de forma que o destino de um se entrelaça com o de muitos outros. O destino é a única coisa que buscamos, ou que lutamos para mudar. Alguns jamais o encontram. Já outros são a ele conduzidos."
"Uma lenda não é só uma história: LENDAS SÃO LIÇÕES QUE ECOAM A VERDADE."

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Conheça a história de criação de Paganus. =)

Olá queridos!!
Hoje eu gostaria de falar um pouquinho sobre o novo lançamento de meu livro Paganus.
O livro nasceu com o nome original de Gênese Pagã e foi meu primeiro livro a ser lançado, em 2008.
Já como Gênese Pagã, ele teve uma história interessante e que eu gosto de compartilhar.
No início de 2007 eu tive um sonho incrível e que me levou a tentar escrevê-lo imediatamente, assim que acordei. A história fluiu tão intensamente que acabou por se transformar originalmente numa trilogia. Os livros escritos foram: Triskle, Tribo de Dana e Era de Aquário.
O livro Triskle foi enviado para dezenas de editoras e aqui está também a saga de uma escritora, que descobri ser mais difícil e complicada do que escrever quatro livros em oito meses... mas isso é outra história que prometo contar outro dia. ;)
Uma editora selecionou o livro Triskle para publicá-lo, assinamos o contrato de um ano para que isso fosse feito. Nesse tempo, que digo pra vocês: é de uma expectativa terrível, meu marido sugeriu que eu, desconhecida do público leitor, escrevesse algo que mostrasse aos futuros leitores minha escrita e por que não criar algo que se passasse antes da trilogia? Aceitei o desafio e fui pesquisar.
Descobri uma história que nascia em Portugal, na época da inquisição e, como o símbolo de meu primeiro livro (Triskle) era um símbolo celta e a história foi construída sobre as crenças celtas, as personagens da nova história tinham que ter essas raízes...
Nascia o Gênese Pagã e que me fez conhecer minhas próprias origens celtas, coisa que eu desconhecia completamente. Foi a experiência mais impactante de minha vida... o que me fez ver aquele sonho que tivera, com um certo espanto e curiosidade.
Comecei a publicar a história num antigo site que tinha na internet. Toda semana postava um capítulo e me surpreendi com a quantidade de acessos e comentários recebidos. Ninguém me conhecia, mas se deixaram cativar pela história, o que foi um motivador muito importante na minha construção pessoal como escritora.
Quando estava com mais da metade do conteúdo divulgado, os leitores começaram a pedir que fizesse uma edição impressa do livro...
Enquanto isso, a editora que ia publicar o Triskle (de forma tradicional, que sonho) deu um golpe nos autores que haviam pagado para publicar e o dono sumiu. (é gente isso acontece mais do que queremos imaginar...)
Encontrei uma editora sob demanda para não deixar meus novos leitores na mão e levei o Triskle para lá.
O Gênese Pagã ainda era meu desafio, pois eu o estava mostrando a vários leitores desconhecidos, que acabaram por se tornar meus primeiros leitores-beta. A avaliação que eles faziam nos comentários era algo que me fazia refletir demais e foi o que me deu a confiança de que a história era realmente boa! (vejam: eles não me conheciam, não tinham nenhum vínculo comigo, não tinham a "obrigação" de elogiar, mesmo assim o feedback foi maravilhoso!)
Então, pouco antes de lançar o Trikle, o Gênese Pagã foi lançado em papel pela mesma editora sob demanda.
Em 2011, um editor me propôs publicar o livro com uma edição mais caprichada, pois o livro merecia esse cuidado. Roberto Laaf fez isso por que é um fã do livro e ofereceu um fôlego à obra sem exigir qualquer vínculo contratual (o que me emocionou e pelo quê agradeço de coração, sempre).
Gênese Pagã então ganhou uma capa profissional, feita por André Siqueira, um novo prólogo e mais de cinquenta páginas, assumiu o lugar de primeiro livro da saga Paganus e levou o nome dela.
Agora, em 2012, o livro está em sua terceira edição e pronto a conquistar antigos e novos leitores. Será relançado na bienal de SP e acredito que ainda tem bastante caminhos a percorrer... ;)
Sintam-se todos convidados a conhecerem essa história que fez nascer uma escritora. ;)
Beijos!!

terça-feira, 17 de julho de 2012

No blog Marina e os Tesouros

Olá!!
Confiram o novo wallpaper criado pela ilustradora Pat Kovacs para do livro Os Deuses do Mar.
Estou tentando dar uma cara nova ao blog: http:/marinaeostesouros.blogspot.com, mas sou meio devagar, então... aceito sugestões, hehe

domingo, 15 de julho de 2012

Nova resenha de Agridoce no skoob. =)

Olá!!
Agridoce recebeu mais uma resenha no skoob. =)
Dessa vez a opinião é da Elidia.
Deem uma espiada:
"Eu quero mais! 12/07/2012 Depois de ler tantos livros de vampiros, eu não imaginava que iria me surpreender com “Agridoce” e docemente me enganei! Simone O Marques inovou com uma história criativa, sensual e com personagens extremamente bem elaborados. Mais um livro nacional que tenho o prazer de apresentar a vocês pelo book tour do site Tribo do Livro.Venha conhecer os sabores de Agridoce…
“Anya é uma garota comum, estuda gastronomia e mora em Florianópolis. Certa noite, ao passear pela praia ela sente um aroma que a atrai terrivelmente, uma mistura de fragrâncias que mexe com todos os seus sentidos. Na noite seguinte ela se vê perseguida pelo mesmo aroma e descobre que ele vem do corpo de um belo banhista que sai do mar. Cedendo ao impulso, ela vai até ele. Surpreendendo-o, ela o lambe e encosta o nariz em sua pele. Atormentada pelo aroma, ela precisa experimentar… Anya então descobre o prazer de degustar o sangue doce, que a fazia pensar em frutas flambadas, temperadas com o sal da água… O sabor agridoce que a desperta para uma necessidade vital que fará parte de sua vida.”
Apavorada com a descoberta que possui uma “doença genética” em que precisa se alimentar de sangue, Anya acaba descobrindo segredos da morte de sua mãe, o segredo de seu querido tio Ivan, e conhecendo pessoas bem interessantes como seu novo tutor vampírico Rafael, e sua escrava Vivi.Para cada vampiro despertado, um escravo que tem o melhor sangue para alimentar este também acontece, e seu caçador que tem a função de eliminar o vampiro criado!
E como não poderia ser o escravo de Anya é Daniel (muitos suspiros) um garoto de programa que vê seu mundo mudar quando Anya é despertada, ele não a conhecia, só sabia que tinha que ser dela, as cenas entre eles são muito intensas, com uma pitada de sexualidade moderada, não tem como não se apegar a Daniel e torcer para que ele conquiste a vampira mais certinha que eu já li.
Anya é uma protagonista de muitos perfis, moderada na maioria das vezes, e quando sua sede é aguçada com o cheiro de chocolate de sangue de seu escravo, ela beira a insanidade com muitos conflitos internos, uma personagem forte, e rica que eu espero ver crescer no próximo livro da série (Simone te imploramos outro livro).
Se redescobrindo em essa nova condição, Anya ainda tem que tentar convencer que merece liberdade, já que é superprotegida pelo pai Edgar, seu tutor e seu tio, quando na cidade de Florianopólis uma grande mobilização de Caçadores e Vampiros está acontecendo, e ela ainda não sabe quem é o seu próprio Antagonista.
O livro é de fácil leitura, viciante, com uma bela diagramação e decoração em suas páginas. Todos os personagens foram bem desenvolvidos e cativam o leitor. Um livro mais que indicado a todos os leitores, eu adorei tudo nele.
“Daniel estava fascinado,excitado e ansioso. Quando Anya passou a língua pelo seu peito, o gemido saíra involuntariamente.Ele apertou as mãos na cintura delicada dela. Queria e precisava que o mordesse…era isso! Era indescritível o prazer que sentia com os dentes dela perfurando sua pele e atingindo a veia de seu pescoço…
Ao saborear o sangue de chocolate, todo o corpo de Anya pulsou e o coração acelerou tanto que parecia querer saltar de seu peito, deixando-a ofegante… Pág 121″
Sabe aquele livro que deixa um gostinho de saudade, e ansiedade porque ainda não temos certeza se a autora continuará a história, porque ele termina com um breve e poderoso segredo em questão, uma palavra para Agridoce – IMPERDÍVEL!

sábado, 7 de julho de 2012

Agridoce conquista mais uma... rsrsrs

Oi gente!!
Agridoce vem conquistando leitores a cada dia!
Dessa vez foi a autora Paula Vendramini, autora do livro Devoy Kassan.
Ela já fez uma resenha de Os Deuses do Mar e agora diz que, apesar de ter problemas com vampiros, adorou o livro! hehehe
Isso me deixa super feliz, claro!
Obrigada, Paula! =)
"Uma mistura de sangue e sabores...
06/07/2012 (via skoob)
A descrição perfeita de Agridoce e sua sensacional história, contada habilmente pela talentosa Simone Marques!
Anya tem o despertar de algo como uma doença da qual é portadora, que a fez ter necessidade de sangue para sobreviver. Depois que é "despertada", Anya deve se adaptar à essa nova vida, descobrindo cada vez mais segredos de sua vida.
Amei a ideia desse "novo tipo" de Vampiros! Muito bem bolada, com as pontas encaixadas e muita criatividade! (para alguém como eu, super problemática com vampiros, me apaixonei por todos eles!) Meu personagem favorito é o Daniel. É clichê, eu sei, mas eu adorei a forma como ele foi apresentado e toda sua situação.
A linguagem do livro é simples e gostosa de ler... devorei o livro em menos de dois dias, saboreando cada linha e sentindo muita vontade de ver como a história termina... MAS ela não termina!! Quando vem o segundo livro Simone??? AHN?? XD
Super recomendado para amantes de vampiros e gastronomia... ou pessoas como eu, que se surpreendem cada vez mais com a qualidade das obras brasileiras! Parabéns à Simone pela linda e delirante história! \o/"

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Ajudando a divulgar (17)

Olá!
Hoje quero apresentar a amiga escritora Roxane Norris e seu livro Imortales.
Vamos prestigiar os talentos nacionais. =)
Sucesso, Roxane!!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Bienal de SP!

Olá, queridos!!
Meus livros Agridoce, Os Deuses do Mar e Paganus estarão na Bienal do livro de São Paulo que acontecerá no Anhembi de 09 a 19 de Agosto.
Os livros estarão à venda nos dias da feira e no último dia, 19/08 estarei autografando no estande da editora parceira no evento Dellicata, no setor RJ 78 das 19 às 20 horas.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

terça-feira, 26 de junho de 2012

Capa da nova edição de Paganus.

Olá!!
O querido e talentoso André Siqueira me passou a capa da edição da Modo para meu livro Paganus. =)
O livro estará à venda à partir da bienal de São Paulo!
Digam o que acharam. =)

Agridoce ganha mais resenhas. =)

Foram publicadas hoje, no skoob, duas novas resenhas de Agridoce. Os textos são de Aline Cury e Fernanda Cagno. =)
Confiram!
http://www.skoob.com.br/estante/livro/15489567
http://www.skoob.com.br/estante/livro/17277439

Campanha: Dia 20 de Julho dê um livro de autor nacional de presente!

Olá!!
Assim como no ano passado, estou na campanha Dia 20 de Julho dê um livro de autor nacional de presente.
Este ano, participo com os livros Agridoce e Os Deuses do Mar, lançados pela Editora Modo.
Os livros estão com o desconto do site, mas sem o frete!
Agridoce: 30,00
Os Deuses do Mar: 26,00
Quem quiser aproveitar, me mande um email para trocarmos informações, ok? simone.odete@uol.com.br
Aproveitem! =)
Beijos!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Livros na Leparole Livraria.

Olá queridos!!
Passei aqui para contar que meus livros Agridoce e Os Deuses do Mar estão à venda em Campo Grande na Leparole Livraria.
Em breve na livraria Cultura e Nobel! =)
Vejam que espaço incrível e simpático a Leparole tem!
www.leparole.com.br

terça-feira, 19 de junho de 2012

Vem aí...

Olá queridos!!
Vem aí a nova edição de Paganus, pela editora Modo. =)
O livro vai ganhar uma nova diagramação feita pela talentosa Marina Avila e a capa será a mesma, do também talentoso André Siqueira!
Encontrei-me com os dois na Confraria Fantástica e fiquei super feliz! =)
Marina é a responsável pela capa de Os Deuses do Mar e André Siqueira também assina a capa de Agridoce. =)
Agora, finalmente, Paganus vai estar nas prateleiras das livrarias!! =)
Beijos!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Nova resenha de Os Deuses do Mar.

Oi gente!
A escritora Paula Vendramini, autora de Devoy Kassan, publicou uma resenha de Os Deuses do Mar hoje! =)
Confiram!
"Uma Deusa em um avatar tããão teimoso assim, só podia dar encrenca!
Marina é jovem, disposta a conhecer o mundo de uma forma doce e curiosa. Só há um problema: ela é o avatar da Deusa Dana, e é super protegida e cuidada em uma fazenda na Chapada dos Veadeiros.
Para piorar sua situação, é seguida de perto por Guerreiros-Guardiões, que ela apelidou carinhosamente de "os Sombras". E, se não fosse por sua teimosia, não iriam ter entrado na maior aventura da vida dela...
Os Deuses do Mar é o primeiro livro da Série Marina e os Tesouros da Tribo de Dana e me fez devorar o livro em menos de 8 horas. xD Só para terminar com gostinho de quero mais!
Eu adorei a história! Super envolvente, com vários mitos desconhecidos por mim, mas que me fizeram ter curiosidade para conhecê-los melhor. Amei! Todos os personagens fantásticos são super bem construídos e envolventes... (sim, eu li o livro e corri fazer a resenha *_*)
O amor também está no ar no livro e gostei bastante do casal! E também adorei a construção da personalidade dos dois guardiões da Pequena Dana!
Agora, estou super curiosa para o próximo livro da saga! Quando sai, hein Simone??? Quero agora!
Super recomendo, leitura para todos os jovens sedentos por literatura fantástica!"

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Resenha de Os Deuses do Mar

Olá queridos!!
O livro Os Deuses do Mar recebeu uma resenha bem interessante da Pat Kovacs.
A Pat ilustrou o livro, mas não o tinha lido, ela teve acesso apenas a algumas cenas e características dos personagens.
O que foi interessante foi quando ela disse ter se surpreendido com o livro, pois, como muitos leitores brasileiros, não punha muita fé se a trama funcionaria... (ela não tinha lido nada meu ainda, a não ser contos). Eu apreciei demais a sinceridade dela e fiquei muito feliz quando ela publicou a resenha, pois descobriu uma história que a surpreendeu positivamente.
Agradeço à Pat pela sua colaboração em vários sentidos, inclusive mostrando como os leitores brasileiros ainda precisam se deixar ser conquistados pelas obras nacionais... ;)
Abaixo, um pequeno trecho da resenha que pode ser conferida integralmente no blog:
http://alternativosindependentes.blogspot.com.br/2012/05/resenha-os-deuses-do-mar-de-simone.html
"Em “Os Deuses do Mar”, a aventura pelo mundo dos deuses em busca dos tesouros da Tribo de Dana apenas se inicia, mas já se mostra digna de figurar ao lado das grandes sagas da Literatura Fantástica. Não faltam elementos pops que figuram nos melhores best-sellers para o público juvenil, mas sem perder sua originalidade ou cair na mesmice. Não há anjos, vampiros ou lobisomens, mas há deuses e guerreiros maravilhosos (para a alegria das adolescentes com mais de 30, hehe!), Magia, fadas, gnomos e outras criaturas fantásticas da mitologia celta. E há, principalmente, verdadeira História e cultura, tudo isso com o tempero da brasilidade, em que guerreiros tribais empunham espadas mas também lutam capoeira, e os cenários transitam pelo eixo São Paulo – Goiás – Finvarra."
E então? Deu vontade de também descobrir?
Beijos!!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Promoção de Dia dos Namorados da Modo.

Olá!!
A editora Modo está fazendo uma promocão de Dia dos Namorados no blog, valendo kits dos livros. Apareçam por lá e peçam pelos kits de Os Deuses do Mar ou Agridoce. =)
Participem e ajudem a divulgar. =)
http://modoeditora.blogspot.com
Beijos!!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Entrevista para o Noites Malditas.

E essa semana, além das resenhas recebidas, também dei uma entrevista para o blog Noites Malditas.
Confiram e deixem opinião. Se quiserem perguntar mais alguma coisa, é só mandar!
http://ladyweiss.blogspot.com.br/2012/05/noites-malditas-pergunta.html
Beijos!!

Paganus no topo... =)

Olá!!
Olha só, gente!
Mais uma vez, Paganus foi eleita a melhor capa. Agora é no rank das capas feitas pelo André Siqueira. =
) Confiram no blog: http://resumindolivros-13.blogspot.com.br/2012/03/as-5-melhores-capas-feitas-por-andre.html
Beijos!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Novas resenhas. =)

Olá!!
Confiram as resenhas de Paganus e de Agridoce.
Deixem a opinião. =)
Paganus: http://thebutterbeer.blogspot.com.br/2012/05/resenha-paganus.html
Agridoce: http://ladyweiss.blogspot.com.br/2012/05/resenha-de-agridoce-po-susana-weiss.html (essa resenha veio de uma garota que comprou o livro lá na Odisseia de Literatura Fantástica em Porto Alegre. =) )
Na semana passada, recebi outra resenha, de Pamela Chris: http://pamelachris.blogspot.com.br/2012/05/agridoce-simone-o-marques.html
Beijos!!

domingo, 20 de maio de 2012

Resultado do sorteio da ordem do booktour de Agridoce.

Olá queridos!
Ontem fiz o sorteio da ordem do booktour do Agridoce entre os inscritos.
Peço que todos me enviem por email o endereço para o envio.
As regras do booktour serão enviadas para o email dos participantes, ok?
Desde já agradeço seu carinho e o apoio ao meu trabalho. =)
Qualquer dúvida, não hesitem em perguntar, tá?
Beijão!
1) Vanessa Meiser
2) Aline Coelho
3) Rudynalva
4) Gisele Santos
5) Fernanda Cagno
6) Marcia Rios
7) Ana Priscila
8) Fernanda (imaginação literária)
9) Sandro Honorato (por favor preciso que me envie os dados de seu blog para cadastrá-lo como parceiro oficial, ok?)
10) Henrique
11) Thales
Se alguém desistir de participar, peço que me avisem para que ajuste a lista. =)
Por favor, mandem os endereços o mais rápido possível para que eu crie a lista de envio, ok?
Meu email: simone.odete@uol.com.br
Beijos!!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Últimos exemplares da 1ª edição de Paganus.

Olá queridos!!
Bem, como eu disse antes, o livro Paganus vai ganhar uma nova edição, por uma nova editora, que anuncio a semana que vem. A capa ficará a mesma, mas ele ganhará alguns toques especiais de diagramação. ;)
Enquanto isso, quem quiser comprar algum dos últimos exemplares da primeira edição, é a hora.
Tenho comigo apenas 6 exemplares, que foram enviados pelo antigo editor. E que venderei pelo preço promocional que foi praticado na Odisseia de Literatura Fantástica em Porto Alegre.
Então para quem quiser: Livro: 20,00 + frete: 5,00
O livro vai autografado. =)
Os interessados podem me enviar um email para que a gente combine. (simone.odete@uol.com.br)
Beijos!!

domingo, 13 de maio de 2012

Booktour de Agridoce para blogues parceiros.

Olá!!
Recadinho para blogues parceiros! =)
Quem quer participar do booktour de Agridoce?
O prazo para inscrição é até dia 18 de maio.
Basta o blog se inscrever em resposta a este post, colocando o nome do participante e o nome do blog.
Depois, farei um sorteio para determinar a ordem, ok?
No final, farei o sorteio do livro entre os participantes. ;)
Quem for participar receberá mais instruções por email.
Beijos!

terça-feira, 8 de maio de 2012

segunda-feira, 7 de maio de 2012

domingo, 6 de maio de 2012

Pergunte à autora!

Tem alguma pergunta que queira fazer para essa autora que vos fala? =)
Então, pergunte!!
Usem esse espaço para sanar curiosidades!
Beijos!!

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Conheçam os personagens de Os Deuses do Mar! =)

Série: Marina e os Tesouros da Tribo de Dana: Conheçam o Sombra: Brian! =)

Acompanhem no blog Marina e os tesouros da Tribo de Dana, as novidades e notícias sobre a série. =)

Promoção de caneca Paganus! =)

Olá queridos!!
O evento Odisseia de Literatura Fantástica em Porto Alegre foi um sucesso para Paganus!
Quem não conseguiu comprar ficou com água na boca, rsrs E a semana passada, eu recebi a caneca com a capa do livro e ela ficou linda!!
Então, também vou lançar aqui a promoção com a caneca personalizada do livro Paganus!
Quem comprou o livro na Odisseia ou antes dela, deixe uma mensagem neste post, dizendo quando comprou o livro e através de qual veículo (no site da editora, na livraria digital Silociano (que está com ótimo preço sem frete!) ou mesmo comigo. Ok?
O sorteio da caneca será dia 20 de maio. =)